Acesse a área do cliente aqui.

Menu Fechar
Menu Fechar
Menu Fechar

Entenda como funciona a classificação Tier para os Data Centers

É essencial na hora de contratar serviços em Nuvem observar se o Data Center (Centro de Dados) escolhido para processar as aplicações de sua empresa está em conformidade com as boas práticas de mercado de armazenamento de dados digitais, também recomendamos verificar se o data center está preparado para dar respostas rápidas em caso de incidentes que levem o serviço a ficar fora do ar.

Uma das formas de avaliar esse quesito é verificar se o provedor possui certificações internacionais e se está enquadrado na classificação de Tier, padrão mundial criado pelo Uptime Institute, que estabelece níveis de operação da infraestrutura e garante a continuidade dos negócios dos clientes em situação de crise, possibilitando manter seu serviço estável e em atividade em meio a diversos tipos de ocorrências.

Na tradução para o português a palavra Tier significa camada, esse modelo foi criado pela Uptime Institute para mensurar os índices de desempenho de acordo com o nível de operação do Data Center, essa classificação passou a ser adotada no mercado em meados da década de 90 e logo ganhou reconhecimento para evitar falhas na infraestrutura que gere impacto aos negócios dos clientes com sites ou servidores virtuais.

O sistema de Tier é dividido em quatro níveis (I, II, III e IV) que focam a topologia e performance do ambiente de Data Center, avaliando se o local oferece disponibilidade de processamento de acordo com a necessidade das empresas.

A classificação compara as instalações do prestador de serviços com base no desempenho ou tempo de funcionamento esperado pelo site, medindo assim qual é o nível de estabilidade fornecida por essa empresa de hosting ou data center.

Segundo o Instituto, o sistema de Tiers permite também que as empresas alinhem o investimento em infraestrutura de Data Center às metas das estratégias de crescimento e de tecnologia.

Cada um dos quatro níveis se alinha a uma função específica no mundo de negócios e estabelece os critérios apropriados para fornecimento der energia, resfriamento do local, manutenção e capacidade de suportar uma falha.

classificação Tier é progressiva e incorpora as exigências de todas as camadas mais baixas, as empresas escolhem os provedores de serviços pelo nível que mais atende às necessidades de seus negócios e as que selecionam um Tier I e II normalmente não dependem da entrega de produtos e serviços em tempo real, pode sim atender as necessidades do seu negócio, caso ele não tenha tanta necessidade de está 24 horas online.

Já os negócios que precisam ficar no ar 24 horas, sete dias por semana, como é caso do Internet Banking dos bancos, sites de vendas online ou outros serviços de missão crítica precisam que sua rede e aplicações estejam disponíveis o tempo todo.

Normalmente, essas companhias vão optar por provedores Tier III ou IV. Esses serviços são geralmente utilizados por organizações que conhecem os custos de uma ruptura e o impacto sobre a receita com queda de sistemas.

Imagine os prejuízos para uma instituição financeira quando seus sistemas ficam fora do ar.

Entenda os níveis de Tier

Veja a seguir os critérios de classificação de cada nível:

– I – É o nível mais simples. Atesta que o Data Center opera com ambiente de servidores que segue os critérios básicos, sem componentes redundantes. A infraestrutura oferece disponibilidade para processamento das aplicações de 99,671%, com tempos de parada ao ano de até 28,8 horas.

– II – Além de atender todos os requisitos da classificação I, atesta que o Data Center possui infraestrutura parcialmente redundante. A disponibilidade é de 99,749%, o que permite que os sistemas fiquem fora do ar até 22 horas durante o ano.

– III – Segue exigências dos níveis I e II e a infraestrutura é totalmente redundante, garantindo disponibilidade de 99,982%, com paradas permitidas de apenas 1,6 horas ao ano.

– IV – Cumpre as determinações dos níveis I, II e III, além de operar com todos os equipamentos totalmente duplicados e infraestrutura tolerante a falhas. As instalações de armazenamento e distribuição de energia também funcionam com redundância. A exigência de disponibilidade de processamento nessa classificação é de 99,995%, sendo que o tempo de parada dos sistemas é de apenas 0,4 horas (ou 26 minutos) durante o ano.

Levantamento do Uptime Institute revela que há 29 Data Centers no Brasil enquadrados na classificação Tier. Alguns prestadores de serviços informam que atendem aos requisitos desse padrão, mas é sempre preciso checar a veracidade da informação, pois as instalações nem sempre são auditadas pelo órgão internacional.

Gostou dessa alternativa e quer hospedar o seu negócio em uma data center Tier IV? clique aqui e conheça os nossos planos de hospedagem de sites, revenda de hospedagem e streaming de áudio com 70% de desconto na sua primeira mensalidade.

0Shares

4 respostas

  1. Ah, isso foi սm incrivelmente bom post . Passar algum tеmpo e esforç᧐
    real para criar um entalhe superior artigo…
    mɑs ߋ que posso diᴢеr… Eᥙ procrastinar mᥙito
    e não conseguem obter naԀa feito.

  2. Oi Seі qᥙe é meio off-topic entretanto, գue tinha descoberto que eu pediria.
    Você estaria interessado еm trocando ⅼinks oᥙ comentários talvez autoria ᥙm blog post оu vice-versa?
    Ꮇeu site vɑi ѕobre mսito do mesmо assuntos c᧐mo sеu е eս sentir grandemente рodemos nos
    beneficiar սm ao оutro. Sе é interessado
    sinta-sе livre para enviar me um e-mail. Estou
    ansioso рara ouvir de você! Blog grande a propósito!

    1. Olá isabelly, sim, estamos sempre interessados em compartilhar links na internet, entre em contato conosco por e-mail para organizarmos uma parceria mais solida.

      [email protected] informe o link do seu site ou página e vamos esta viabilizando uma forma prospera para uma parceria.

  3. Você feᴢ aⅼguns decente aponta lá. Εu
    verificado na internet parа obter mɑis informações sobre
    a questão e encontrado a mаioria ɗas ⲣessoas vaі junto com seus pontos
    de vista neste web site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *