Acesse a área do cliente aqui.

Menu Fechar
Menu Fechar
Menu Fechar

O que é RGB e CMYK e quais são suas diferenças?

Se você é daquelas pessoas que tem essa dúvida relacionado a cores, existe vários padrões que utilizamos diariamente, porém não fazemos a minima ideia do que significa essas siglas que os definem, neste conteúdo estaremos explicando sobre o que é RGB e qual é a diferença do CMYK, Os padrões CMYK e RGB são padrões de cor muito utilizado por design de projetos na criação de materiais gráficos, web designers na criação de materiais destinado a publicidade impressa, e uma infinidade de outras situações.

Qual a diferença entre estes padrões?

O CMYK corresponde às iniciais das cores Cyan (ciano), Magenta (magenta), Yellow (amarelo) e Black (preto), mas conhecido como cromia.

Este padrão de quatro cores primárias quando são combinados com a ajuda de uma formulação, formam cores ilimitadas, variando-se as porcentagens das cores com base na quantidade de misturas que é feita.

O padrão CMYK é mais usado para impressão em papel, embalagens no processo de rotogravura e em diversas outras categorias de impressão, neste processo de impressão CMYK é utilizado 4 cores de tintas totalmente diferente, que geram uma qualidade final melhor do que apenas 3.

O RGB corresponde às iniciais das 3 cores Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul). Este padrão é utilizado para exibição de imagens em monitores de computador e televisores em geral.

Devido a essa diferença de padrão a imagem vista no monitor apresenta leves alterações na tonalidade das cores ao ser impressa, porém para resolver esses problemas, é utilizado a ajuda de alguns programas gráficos como o Corel Draw que incorporam filtros, que tentam mostrar no monitor a imagem exatamente como será impressa, fazendo assim ter uma pre-impressão do seu trabalho gráfico.

Ao criar uma arte, logo marca ou qualquer projeto gráfico, é muito importante saber primeiro em qual plataforma essa imagem será utilizada, no caso de imagens para web o padrão adotado deve ser o em RGB, pois é através desse padrão que o próprio monitor irá adaptar-se as configurações de cores da imagem, porém quando a imagem é se tratando de materiais impressos, é profissionalmente recomendado a utilização do padrão CMYK ou outro de acordo com especificações técnicas do projeto adotado pelo designer.

Além do CMYK e do RGB existem vários outros padrões de cores, como o Pantone, que neste caso ao invés de um certo número de cores primárias que são combinadas para gerar as demais, há uma tinta para cada cor que será utilizada na impressão. Isto garante que a cor impressa seja exatamente a mesma que é vista no mostruário, entretanto não permite usar muitas cores diferentes no mesmo impresso, já que seria necessário o uso de uma tinta diferente para cada cor.

As imagens  devem ser configuradas inicialmente no projeto com o padrão RGB ou CMYK , pois a mudança de configuração no meio ou final do projeto faz com que exista alterações de tonalidade de acordo com o padrão da imagem ou pantone do projeto.

Sempre que o tipo de impressão, seja no papel ou no tecido, for na técnica de Fine Art ou arquivo tem que ser exportado em RGB que é o padrão das impressoras.

A extensão que preserva melhor as configurações originais do arquivo é TIFF. Recomendamos que as imagens sejam exportadas em TIFF com padrão RGB para impressões Fine Art. 

Caso tenha alguma dúvida em relação a este conteúdo, deixe um comentário no campo disponível logo abaixo.

0Shares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *